Feijões da Liberdade

Eu nunca fui à Liberdade. Mas, nessa semana, a liberdade veio até mim. Contrabandearam doces de feijão e guiozas originais do bairro oriental de São Paulo. Os quitutes pegaram a ponte-aérea e já estão bem acomodados na minha geladeira. Bom, pelo menos, os doces. Os guiozas, irresistíveis, já foram para a panela.

Não existe comida chinesa ou japonesa tão boa quanto as da Liberdade. Depois de bolinhos com o surpreendente recheio de feijão doce, essa afirmação ganha força.  Deveria existir, em cada cidade, um japonês fazendo doces de feijão. Com toda a paciência, que a gente já perdeu faz tempo.

doce-de-feijao.jpg

Anúncios