Frozen yogurt. O Zé Colméia vai adorar.

Yogoberry - Delicia de Iogurte

O Rio de Janeiro é a capital mundial das lojinhas de sucos. Seja de manhã no caminho pro trabalho, ou voltando da praia no final da tarde, um suco recém-espremido sempre foi mania carioca. Em cada esquina tinha um Rei dos Sucos. Era uma época em que até açaí era coisa desconhecida.                    
Hoje a coisa tá mudando. O mercado tá buscando novos atrativos pros paladares famintos de novidade. Esta semana esbarrei com o Yogoberry.
Dizem que é a primeira loja especializada em fozen yogurt do Brasil. Que tudo é sem corantes ou conservantes e com zero por cento de gordura. O frozen se destaca como a melhor pedida para quem se preocupa com a forma e a saúde, sem abrir mão de uma boa opção de sobremesa.
Kito, o gerente barba-ruiva, sentou comigo pra explicar um pouco do que rola na simpática lojinha de Ipanema. De cara eu perguntei o que levava no iogurte. “- Leite, só leite… tá, um pouquinho de açúcar. Mas é muito pouco mesmo”.
O Yogoberry, apesar de parecer cópia deslavada do americano Pink Berry, tem uma alma carioca. É iogurte com frutas e granola no melhor estilo moderninho/saudável que estamos vivendo hoje.

Provei um de sabor natural com morangos, manga e sucrilhos. Bom demais pro calor que anda fazendo no inverno. Kito diz que a loja ainda tá penando pra quebrar o mito de que não se deve “tomar gelado” nessa época do ano.
 
Só fiquei surpreso com a escolha do chá verde como segundo sabor oficial. Imaginei que antes disso viriam morango, baunilha e até o hoje esquecido chocolate.
Fato é que opção nunca é demais. Vou virar sócio do Yogoberry. A Faca já disse que depois do resfriado vai querer ir lá. Só que frozen todo dia não dá. Tem horas que um bom Chicabon dá conta do recado.
PS. Guardar o nome da loja ainda é difícil pra mim. Quando eu era criança, trocava iogurte por iorgute. Hoje, pra lembrar de Yogoberry eu tenho que fazer uma associação de idéias que levam ao Zé Colméia… Yogi Bear, em inglês.    

Anúncios