Depois da ceia…

Panetone por ToastedSoul.

O Garfo prometeu, prometeu, chegou a noite de Natal e nada. O plano era ter um Pavetone bem suculento sobre a mesa mas acabei amargando o meu panetone sem graça.  Acordei encarando o pobre pão, abandonado junto com as últimas castanhas. Decidi que, dessa vez, ele não ia ter o triste fim de todos os panetones aqui em casa: ser devorado aos poucos, sempre na  primeira refeição do dia. Jurei, por Tara, que esse panetone vai se tornar uma sobremesa de respeito. Com ou sem o Garfo.

Só que… eu não sei por onde começar. Garfooo, essa receita aí embaixo é boa?

Pavetone

Sobras de panetone (o panetone de frutas, não usar chocotone)

Creme:
1 lata de leite condensado
A mesma medida de leite
2 colheres (sopa) rasas de amido de milho
3 gemas passadas na peneira (reservar as claras)

Cobertura:
Claras batidas em neve firme
1 lata de creme de leite sem soro
1 colheres (sopa) rasas de açúcar

Modo de Fazer

Creme:
Levar ao fogo para ferver, mexendo sempre.

Cobertura:
Bater suavemente na batedeira, após, colocar o creme de leite e o açúcar sobre as claras.

Montagem:
Cortar o panetone em fatias finas e forrar o fundo do pirex. Sobre essa camada de panetone, com um pincel culinário, umedecer o panetone com licor de nozes ou similar (eu usei licor Frangélico). Sobre o panetone colocar uma camada de creme. Repetir a camada de panetone umedecido e o restante do creme.
Por último, colocar a cobertura, enfeitar com cereja e levar à geladeira por umas 3 horas.

Anúncios