Eike loucura!

pinkSábado de sol, fui fazer um passeio no Pink Fleet. O barco é mais uma idéia do Eike Batista – o megaempresário por quem o Garfo nutre uma certa admiração. Não deu para o meu talher companheiro ir dessa vez, mas vou contar um pouco como foi só pra ele ficar babando de vontade.

O mais difícil, sem dúvida, é chegar até a Marina da Glória, aqui no Rio. Não havia placas no caminho, então só pude contar com a minha memória, que não é tão boa assim. O barco abre 1oh30 da manhã e  sai só 11h45. Cheguei 11h30 e por pouco não perdi a van que leva os passageiros até o pier.

Não perdi a van, mas perdi os melhores lugares. O barco faz um roteiro muito parecido com aqueles passeios da Marinha – dá  uma voltinha na Baía de Guanabara. Portanto, é bom ficar do lado direito da proa.  Escolhi um confortável sofá no segundo andar. E descobri vistas muito improváveis do Rio.

013

Entre um ângulo e outro Pão de Açúcar pedi um drink, o Beleza Americana – espumante, grenadine e morango por R$ 27,oo. Os preços são assim mesmo, de deixar qualquer um mareado depois ler o cardápio.

Para acompanhar pedi porções de pastel de brie com goiabada e de camarão. Os dois excelentes, bem sequinhos. Mas não escapei da coca-cola, santo remédio para quem enjoa até em águas calmas. No final, paguei R$ 41,00, sem contar o preço do passeio, que é R$ 80,00. Mas valeu a pena.

029

Agora quero convencer o garfo a repitir a dose na saída noturna do Pink Fleet. Será que o Rio também é um pouco cidade luz?

027

Anúncios